Visit the new BJN website at: https://bjnephrology.org
Open Access Peer-Reviewed
Diretriz

Desidratação* isotônica

DESIDRATAÇAO* ISOTONICA

SINONIMIA:
HIPOVOLEMIA

CAUSAS

Diarréia
Abuso de diuréticos

FISIOPATOLOGIA


Perdas proporcionais de água e sal
Concentraçao plasmática de sódio próxima à normal
Diminuiçao do volume extracelular/plasmático
Volume intracelular sem alteraçao
    (Déficit de volume plasmático em amarelo)



DIAGNOSTICO

Δ Peso: estimativa do deficit
Manifestaçoes hemodinâmicas/renais ++
Oligúria: Indica resposta renal adequada
Poliúria: sugere perda renal (p/ex. diabetes mellitus)
Hipotensao
Hipotensao postural
Taquicardia
Taquicardia postural

Sinais Externos ++
Mucosas secas
Olhos encovados
Perda de turgor cutâneo

Exames laboratoriais
[Na] plasma: normal
aumento do quociente uréia/creat no plasma

TRATAMENTO

  • Soluçao fisiológica EV
  • NaCl + H2O VO (se possível)


  • * Atençao ao fluxo urinário

    Cuidado com hipervolemia iatrogênica



    DESIDRATAÇAO* HIPOTONICA

    SINONIMIA:
    DESIDRATAÇAO*
    HIPONATREMICA

    OU

    HIPONATREMIA COM DEPLEÇAO DE VOLUME

    CAUSAS

    Diarréia
    Abuso de diuréticos (com reposiçao oral ou parenteral de H2O mas nao de Na)

    Doença de Addison

    Nefropatias perdedoras de sal

    FISIOPATOLOGIA


    Perda de sal proporcionalmente maior que a de água
    Concentraçao plasmática de sódio diminuída
    Diminuiçao intensa do volume extracelular/plasmático
    Volume intracelular aumentado
    Edema celular
    Edema cerebral


    DIAGNOSTICO

    Δ Peso: estimativa do deficit
    Manifestaçoes hemodinâmicas/renais +++
    Mais acentuadas do que na desidrataçao isotônica
    Oligúria: Indica resposta renal adequada
    Poliúria ou fluxo urinário normal: sugere perda renal (p/ex. abuso de diuréticos)

    Sinais Externos +
    (Mucosas secas, olhos encovados, baixo turgor cutâneo)

    Sinais/Sintomas Neurológicos ++
  • Confusao mental
  • Sonolência
  • Convulsoes
  • Coma


  • TRATAMENTO

    CORREÇAO DO DISTURBIO HEMODINAMICO
      Soluçao fisiológica EV
      * Atençao ao fluxo urinário
      Cuidado com hipervolemia iatrogênica


    CORREÇAO DA HIPONATREMIA: Soluçao salina a 3% EV
    (SE HOUVER SINTOMAS NEUROLOGICOSESE DURAÇAO DO QUADRO < 48H)

    * Nao corrigir a concentraçao plasmática de Na em mais de 10mEq/L/dia

    * Só corrigir a concentraçao plasmática de Na se esta for < 125mEq/L



    DESIDRATAÇAO* HIPERTONICA

    SINONIMIA:
    DESIDRATAÇAO*

    * Para alguns, o termo "desidrataçao" deve ser reservado apenas aos casos de perda de água c/ hipernatremia

    CAUSAS

    Diabetes insipidus

    Vômitos

    Queimaduras extensas

    Diabetes mellitus descompensada

    Febre alta persistente

    Exercício físico extenuante

    Exposiçao a calor intenso

    FISIOPATOLOGIA


    Perda de água proporcionalmente maior que a de sódio
    Concentraçao plasmática de sódio elevada
    Diminuiçao moderada do volume extracelular/plasmático
    Diminuiçao intensa do volume intracelular
    Desidrataçao celular
    Desidrataçao cerebral


    DIAGNOSTICO

    Δ Peso: estimativa do deficit
    Manifestaçoes hemodinâmicas/renais +++
    Menos acentuadas que na desidrataçao isotônicaOligúria: Indica resposta renal adequadaPoliúria: sugere perda renal como origem do distúrbio (p/ex. diabetes insipidus)

    Sinais Externos +++
    (Mucosas secas, olhos encovados, baixo turgor cutâneo)

    Sinais/Sintomas Neurológicos ++
  • Confusao mental
  • Sonolência
  • Convulsoes
  • Coma


  • TRATAMENTO

    CORREÇAO DA HIPERNATREMIA
    Repor água VO (se possível) ou c/ soro glicosado a 5% EV ou com soro fisiológico diluído EV

      Cálculo do volume de fluido (água ou SG 5%) a ser reposto:

      V = 0,6 x P x [1-(140÷PNa)],

      onde V é o volume de água ou SG 5% a ser reposto, P é o peso habitual do paciente e PNa é a concentraçao plasmática de sódio


    * ATENÇAO: A fórmula só é válida se as perdas de Na associadas forem insignificantes. Se as perdas de Na forem substanciais, será também necessário repor Na com soluçao fisiológica

    * Nao corrigir a concentraçao plasmática de Na em mais de 0,5mEq/L/h, ou 10mEq/L/dia, se o distúrbio for crônico. Para distúrbios agudos, o limite é de 1mEq/L/h


    P/ CORRIGIR O DISTURBIO HEMODINAMICO (SE FOR SIGNIFICATIVO):
    Soluçao fisiológica EV


    © 2019 All rights reserved